Ir ao Topo

quarta-feira, 15 de maio de 2013

DEVOLVAM O MEU BAHÊA, JÁ!

O CERCO ESTÁ SE FECHANDO!
FORA MGF!...VOCÊ NÃO ME REPRESENTA!
Passeata da Nação Tricolor em Salvador!

Membro da Academia de Letras também detona MGF:

Até quando MGF resistirá? A edição desta quarta-feira do jornal A Tarde traz um artigo na seção "Opinião" de João Carlos Teixeira Gomes, jornalista, escritor e membro da Academia de Letras da Bahia. Filho do primeiro goleiro da história tricolor, ele é o autor do famoso livro "Memória das Trevas", sobre o ex-senador Antonio Carlos Magalhães, morto em 2007. Em 2009, Joca --como é conhecido-- chegou a ser processado por Marcelo Guimarães Filho.
Confira abaixo o artigo, intitulado "Respeitem o E.C. Bahia":
"Voltei de prolongadas viagens e tencionava escrever sobre elas, mas a situação catastrófica que o Esporte Clube Bahia está vivendo me obriga a dar prioridade ao assunto: não o considero apenas um clube de futebol, mas sim uma força social do nosso Estado, tal a relevância da sua imensa torcida na vida baiana em variados aspectos, incluindo a economia.
Em sua trajetória, jamais o Bahia atravessou fase tão degradante, cobrindo de tristeza a sua ruidosa torcida, hoje silenciada. Grandes equipes podem sofrer declínios episódicos. O problema é quando essas fases traduzem não uma crise passageira, mas uma decadência crônica, nascida da falta de comando, da incompetência e do oportunismo dos seus dirigentes. E a grande verdade é que o Bahia vem sendo vítima há mais de 12 anos de administrações desastrosas, culminando com a presença de Marcelo Guimarães Filho na presidência do clube.
Não é preciso sequer evocar os desastres recentes. A questão não é perder de goleada para o Vitória, pois isto fez aflorar apenas o descalabro reinante de longa data. Em 2012, quase o Bahia volta à Segunda Divisão. A Copa do Nordeste foi outro constrangimento. O último campeonato ganho, após inacreditável jejum, só foi conseguido com um empate heroico na final.
Os humilhantes vexames resultam do comportamento antidemocrático do presidente Marcelo, que, agindo como ditador, se arvorou a dono do Bahia, tentando transformar um clube que é uma potência nas arquibancadas em timezinho de várzea, sujeito à sua exclusiva vontade pessoal. Faz o que quer lá dentro. É o dono da bola, mas de bola murcha.
Agindo como tirano, o cartola, em primeiro lugar, montou um esquema de mando que desconhece oposição, calando a voz dos dissidentes. No Bahia, o público em geral não conhece outro dirigente que não seja Marcelo Guimarães Filho, pois os demais são coadjuvantes subalternos, para fazer coro às suas ambições políticas. Sim, porque está mais do que claro que um dirigente que leva o Bahia à desmoralização atual não pode amar verdadeiramente o clube, mas apenas tentar fazê-lo de trampolim. O tiro agora está lhe saindo pela culatra.
Justamente por causa da conduta arbitrária, sem ouvir ninguém e sem respeito à torcida, Marcelo e seu amigo Angioni desenvolveram uma política absurda de contratações: a imprensa noticiou que foram 103 jogadores em cerca de três anos, o que dava para armar quase dez times de futebol! Em sua maioria, jogadores que nem mereciam vestir a camisa do Bahia, alguns já no ocaso ou ultrapassados, pagos todavia a peso de ouro.
O que jorrou de dinheiro nessas contratações está sendo alvo de graves denúncias recentes. A TARDE, em sua edição do último dia 14, confirmou que "Marcelo Guimarães foi alvo de uma notícia crime protocolada pelos advogados Antônio Rodrigo Machado e Marcus Tonnae Silva em Brasília. Eles apontam possíveis crimes de lavagem de dinheiro, estelionato e formação de quadrilha na qual o mandatário tricolor estaria envolvido, juntamente com o ex-gestor Paulo Angioni, o diretor de base Newton Mota e o dono da empresa Cálcio Investimentos, André Garcia".
O jornal informa que a denúncia se baseou em reportagem de sua autoria. Assim, embora antiga, até hoje não foi sequer contestada, pelo menos publicamente, pelo presidente do clube. Os denunciados se envolveram inclusive na transação do meia Gabriel. Ao vendê-lo ao Flamengo, Marcelo Filho desestabilizou o meio de campo do Bahia, tornando a equipe vulnerável e levando-a à desmoralização em todo o fraco campeonato baiano.
Para abafar a indignação da torcida, o cartola anunciou várias demissões, inclusive as de Joel Santana e de Angioni. É a encenação costumeira dos derrotados, buscando transferir culpas. Para ser coerente e revelar um mínimo de respeito às tradições do Bahia, deveria ser ele próprio o primeiro a demitir-se, fato, aliás, que já foi aconselhado por Fernando Schmidt, ex-presidente do Bahia e secretário do governo estadual. E é o que toda a torcida exige, abrindo caminho para a recuperação moral e esportiva do Bahia, que, grande demais, tem que ser respeitado."

Fonte: http://www.ecbahia.com/imprensa/noticia.asp?nid=25142
A partir de agora, o Aposte na Zebra também está engajado nessa campanha de moralização do Esporte Clube Bahia, a marca mais valiosa do Norte e Nordeste do Brasil.

17 comentários:

  1. Meu caro Ednaldo, tambem apoio o seu movimento em favor da saída do atual presidente do seu glorioso E.C. Bahia. A única coisa de bom que este cidadão e atual presidente do seu clube carrega é o nome (Marcelo)rsrs - brincadeira!
    Esta situação é uma prova do que más administrações podem fazer com um clube, onde "mancha" uma história repleta de glórias e envergonham milhões de corações apaixoandos por um clube, que por sinal, trata-se de um dos mais tradicionais do Brasil.
    Apoio plenamente a campanha, que por sinal, surtirá efeito e o mais breve veremos este péssimo administrador fora da presidência do Tricolor de Aço. Um forte abraço meu amigo, e muita sorte neste 559!

    OBS: Ednaldo, enviei um e-mail para você no dia de ontem, assim que vc o ler me retorne através do mesmo por favor!
    Muito obrigado!

    Marcelo Santos
    Bolão dos Lotequeiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelão!

      Por favor reenvie o e-mail...não localizei o de ontem.

      Abraço.

      Excluir
  2. De quem poderia se tratar ? Alguém sabe ?
    Deu hoje em O Globo, coluna de Ancelmo Góis: (...)"Será que ele é? A ex-mulher de um craque carioca que joga em São Paulo, após uma união de 15 anos, entrou com processo no Rio para reparação de perdas e danos morais e emocionais. Descobriu que foi trocada há um ano não por outra... mas por outro" (...)

    Mas...quem será esse jogador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Macedo, vamos por partes:

      1) Craque carioca?...ainda existe isso hoje em dia?
      2) Joga em São Paulo?
      3) Teve uma união de 15 anos com uma mulher?...então não é nenhum novato.

      Qual será o time desse "vira-folha"?...hehe!

      Excluir
  3. GRANDE JOCA, querido professor de literatura brasileira e grande articulador dos direitos humanos e de cidadania na nossa terra Bahia atraves da sua maravilhosa escrita.Uma grande figura humana que se se manifesta não é só por ser torcedor do Bahia mas porque ve aí algo de tenebroso no ar.è isso ai,Ed,viva o futebol da Bahia e queremos a sua moralização!!!!

    ResponderExcluir
  4. Será que essa informação do Marcelo acima é imentível?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não duvido de mais nada nesse mundo...hehe!

      Excluir
  5. Ednaldo me dê uma opinião sem lembrar que vc é torcedor do Bahia,,Vc acha que o Bahia tem chances de ganhar a partida Domingo ou ao menos empatar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem lembrar que sou Bahêa fica difícil Lula...hehe!

      É muito difícil o Bahêa empatar, e pior ainda ganhar, não porque o vice seja nenhum bicho-papão no Barradão, pelo contrário, lá já ganhamos até campeonatos, lembra?

      O que conta é o momento conturbado que vive o tricolor, dentro e principalmente fora de campo.
      Vitória ganha mais uma...se empatar ou perder para o Bahêa é Zebra.

      E como eu gosto de apostar nas Zebras, quem sabe, né?...kkkkkkkkkk!

      Excluir
  6. Cruzeiro manda espião no CT ATLETICANO

    Treino do Atlético-MG recebe "visita" nada agradável antes do clássico

    O treino do Atlético-MG na manhã desta quarta-feira, teve uma visita nada agradável para a semana do clássico contra o Cruzeiro, pelo segundo jogo da final do Campeonato Mineiro. Uma raposa, que é mascote do maior rival atleticano, apareceu no gramado principal da Cidade do Galo e chamou atenção de todos.

    A raposa surgiu de baixo do escudo do clube, localizado em uma parede de terra próximo ao gol. Ao ser avistada, os jornalistas correram para fazer fotos e imagens do animal, que foi visto pela primeira vez no CT atleticano.

    No momento da aparição da raposa, Réver, Pierre, Ronaldinho Gaúcho, Bernard, Diego Tardelli e Jô iniciavam corrida no gramado e, ao passarem ao lado dela, procuraram espantar o animal, que saiu correndo no meio do gramado, subindo um barranco do outro lado do campo e sumindo da vista de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior seria se aparecesse o mascote do vicetorinha no treinamento do Bahêa...hehe!

      Excluir
    2. Iria caçar todas as zebras que estariam no elenco do bahia.he,he!!

      Excluir
  7. Com 10 bilhetes vendidos, Fonte Nova não abrirá totalmente:

    Pela primeira vez desde que foi reinaugurada, a Fonte Nova só funcionará parcialmente para uma partida de futebol. O motivo é o boicote da Nação Tricolor ao presidente Marcelo Guimarães Filho. Sabendo da campanha Público Zero, a administração do estádio vai colocar apenas as entradas norte e oeste para funcionar. A ideia é conter os gastos de operação da arena inteira.

    A parcial de venda de ingressos, até o meio-dia desta quarta-feira, é indescritível: 10 entradas comercializadas, segundo o "Globo Esporte", da Rede Bahia. Parabéns, MGF!

    Ao menos dois torcedores do Luverdense vieram de Mato Grosso. Sobram oito tricolores..

    Para não ficar tão feio, a Arena Fonte Nova está distribuindo ingressos gratuitamente.

    Torcedor, não vá.

    Devolvam o meu Bahêa, já!

    ResponderExcluir
  8. O CERCO ESTÁ SE FECHANDO:

    Movimento com o governador Jaques Wagner e o prefeito ACM Neto será lançado sexta-feira (17) na Fonte Nova!

    "Bahia da Torcida". Esse é o nome do novo grupo que já está causando preocupações no presidente Marcelo Guimarães Filho e será oficialmente lançado nesta sexta-feira, às 18 horas, nada menos que na Arena Fonte Nova. Os participantes do movimento vêm se reunindo há alguns dias e querem trazer o deputado federal Romário e o jornalista Juca Kfouri. Tanto o governador Jaques Wagner (PT) quanto o prefeito ACM Neto (DEM) já sinalizaram apoio formal, mostrando que o protesto não possui caráter partidário --é apenas pelo bem do clube.

    Neste início, eles vão mandar representantes ao evento, que acontece em meio a CPI contra MGF na Assembleia Legislativa, campanha Público Zero e iminência de mais uma intervenção.

    Senadores, deputados e artistas também vão marcar presença.

    Um dos cabeças é o publicitário Sidônio Palmeira, o marqueteiro das campanhas de Wagner. O principal objetivo é exigir a democracia no Bahia, reforma do estatuto e mudanças estruturais.

    Haverá até uma campanha publicitária em TVs e outdoors dirigida pela mesma equipe que produziu o filme Bahêa Minha Vida. Torcedores aparecerão amordaçados, pedindo voz e vez.

    Outras duas vertentes serão reunir absolutamente tudo o que tem acontecido na parte jurídica contra Guimarães Filho e promover uma associação em massa de sócios tricolores.

    A cessão/aluguel do espaço pela Arena Fonte Nova mostra claramente que as construtoras OAS e Odebrecht não andam nada satisfeitas com o parceiro, que vem lhe provocando tanto prejuízo.

    Assim, em contraposição ao Bahia dos Guimarães, vem aí o "Bahia da Torcida".

    Devolvam o meu Bahêa, já!

    ResponderExcluir
  9. Imagino um gaucho fazendo essa campanha....Devolvam o meu Jaia, Bah!!!kkk brincadeirinha, só pra desopilar o figado!

    ResponderExcluir
  10. Ed, o futebol baiano é marcado por surpresas que até lembram o futebol brasiliense.por isso imagino que um duplo fechado no vitória seria de bom tamanho.agente ainda não tem nada definido sobre time ou tecnico do bahia.só confusão.mas qualquer time que entre , deverá mostrar trabalho e raça pra tentar convencer o torcedor.o q vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Luís!...claro que teoricamente o vice é o favorito para ganhar e até golear nesse jogo. Mas como você disse, o futebol gosta de pregar peças na gente...hehe!

      Meu palpite é Vice seco, se sobrar um dim dim vou atrás da Zebra tricolor.

      Excluir

O Aposte na Zebra agradece a sua participação: