Ir ao Topo

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

AUDITORIA NO BAHIA APONTA CRIME E ROMBO DE RS 83,2 MILHÕES!

A TARDE obteve, com exclusividade, o resultado da auditoria da empresa Performance, referente às contas do Esporte Clube Bahia de 1º de janeiro de 2012 a 30 de junho de 2013. O período corresponde ao segundo mandato do ex-presidente Marcelo Guimarães Filho, até ser destituído do cargo por uma intervenção judicial.
De acordo com o documento, o endividamento global do clube (somando todos os ativos e deduzindo os passivos circulantes) é de  R$ 83.283.385. Esse débito, aponta o documento, "se não for tempestivamente equacionado" pode até "comprometer a continuidade operacional da Entidade" (veja fac-símile).

No entanto, o valor projetado pela auditoria para a dívida  do clube é de R$ 132,9 milhões. A cifra pode ser maior ou menor, pois ainda precisa ser ajustada por levar em conta valores que ainda não foram registrados contabilmente.
Dos R$ 83,2 milhões, ainda segundo a auditoria, R$ 20 milhões foram contraídos  nos últimos seis meses da gestão de Marcelo Filho, de janeiro a junho deste ano. Em 2012, a dívida no mandato do ex-presidente foi de  R$ 2,8 milhões.
A auditoria também identificou que o Bahia fez um adiantamento com a Rede Globo de R$ 40 milhões, relativos aos bônus de contratos de direitos de transmissão. O valor corresponde aos anos de 2012 a 2018 com a Globo para transmissão dos jogos do Bahia.
Além das cotas antecipadas, a gestão do ex-presidente também comprometeu mais R$ 7,7 milhões das cotas de TV como garantia para liquidar empréstimos com os bancos Safra, BMG, BVC e Itaú.
Por causa das constantes ordens de bloqueios judiciais, "existe a prática rotineira do clube em emitir cheques para retirar o dinheiro da conta. Este procedimento tem por objetivo evitar que o recurso que entra na conta bancária seja bloqueado", aponta o relatório.
Cheques  - A auditoria também conclui que "a administração do  Bahia vem realizando frequentes pagamentos em dinheiro ou com cheques ao portador, de valores relevantes, o que aumenta o risco de irregularidades".
Um desses cheques, aponta o relatório, em 10 de abri de 2012, foi em nome do auxiliar de escritório Fernando Góes, que recebeu um cheque nominal de R$ 10 mil, emitido como adiantamento concedido por Maurício Carvalho (então coordenador financeiro do Bahia).
No mesmo dia, porém, o cheque foi devolvido ao próprio Maurício Carvalho, sendo usado para pagamento do empréstimo da empresa Consultiva.
Esta mesma empresa Consultiva, aponta a auditoria, aparece como beneficiária do repasse de parte de uma dívida de crédito do Bahia com a empresa Protector Segurança e Vigilância (de propriedade de Marcelo Guimarães, pai do ex-presidente Marcelo Filho).
A Protector fez um empréstimo ao Bahia de R$ 200 mil, no ano de 2000. Passados 13 anos, a dívida chegou ao valor de R$ 3,2 milhões, por conta dos juros anuais 2,5%, cobrados em cima do valor emprestado.

O Bahia pagou parte dessa dívida com dois cheques. Um de R$ 1,5 milhão, emitido ao portador, e outro de R$ 200 mil, que a auditoria não conseguiu identificar quem foi o favorecido.
Outros cheques também foram emitidos em nome do Esporte Clube Bahia, sem que a auditoria conseguisse identificar  quais teriam sido os serviços prestados pelos beneficiários.
O auxiliar de escritório Fernando Góes volta a aparecer como portador de um cheque de R$ 230 mil. Já o officeboy do clube, Kleberton Teixeira, também recebeu um cheque de R$ 32 mil, sem que a origem fosse detectada.
A auditoria localizou, ainda, pagamentos feitos no montante de R$ 178,7 mil (alguns sem assinatura dos favorecidos). Todos os documentos deste valor foram apresentados como sendo relativos ao empréstimo da empresa Consultiva.
Silêncio - Marcelo Filho foi procurado pela reportagem, mas não respondeu às chamadas telefônicas. Os demais funcionários citados foram buscados via telefone, mas não retornaram às chamadas.

12 comentários:

  1. Tem que mandar essa quadrilha para ser julgada no Japão, lá eles sabem muito bem o que fazer com ladrões safados que nem esses FDP.

    ResponderExcluir
  2. Tenho nojo desse bando de picaretas que metem a mão no clube.

    Cadeia neles!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No River Plate aconteceu isso...o atual presidente Daniel Passarela pegou o time endividado até a tampa...isso culminou em um rebaixamento inédito pra série B Nacional da Argentina.

      Dizem que amam o clube, mas se beneficiam do clube e roubam descaradamente.

      Agillar FDP!!!

      Excluir
    2. Cá pra nós hermano, fato inédito???

      Ja vinha namorando a segundona ha um tempao... hahahaha

      Excluir
  3. daqui a uns meses tudo vai ser esquecido...o processo deve ser julgado na calada da noite eo mgf sai ileso e some um pouco...assim tambem é o carrapato que suga o sague do cão, some por um bom tempo escondindo nas entranhas das paredes ou do chão e voltam anos depois para sugar o sangue do cão de novo. veja o novo julgamento do mensalão. e assim a vida segue.o tal mgf deve ta em casa agora comendo uma boa lagosta e olhando a bunda da empregada.

    ResponderExcluir
  4. na china seria melhor....dariam um tiro no safado e ainda cobrariam o dinheiro da bala a familia.esse merece ser linchado no meio da rua pelo torcedor, mas torcedor só lincha outro torcedor. o que fazer?

    ResponderExcluir
  5. Fecha a porta e começa novamente

    Uma noticia destas , a uma altura desta no campeonato, sei não, serie B na certa.

    Agora fico imaginando o Botafogo com salários atrasados e jogando a bola que esta jogando

    ResponderExcluir
  6. Caracas véio olha só este trecho da reportagem

    Já o officeboy do clube, Kleberton Teixeira, também recebeu um cheque de R$ 32 mil, sem que a origem fosse detectada


    emprego dos meus sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que tal esse aqui:

      "O auxiliar de escritório Fernando Góes volta a aparecer como portador de um cheque de R$ 230 mil."

      Que beleeeza!...hehe!

      Excluir
  7. ENQUANTO ISSO, ALUNO DE UNIVERSIDADE EM SÃO PAULO É PRESO PQ ROUBAVA COMIDA EM SUPERMERCADO EM SAMPA.VÊ SE PODE?

    ResponderExcluir
  8. Presidente promete ir "às últimas consequências"

    Do Globoesporte.com:

    ` De São Paulo, o presidente do Bahia, Fernando Schmidt, conversou com o comentarista da TV Bahia Darino Sena nesta quinta-feira. O dirigente comentou o relatório apresentado pela auditoria e revelou quais pontos contidos no documento considera mais graves.

    - Quero ressaltar que o relatório entregue pela firma de auditoria não é ainda o final. Mas o que já foi relatado é verdadeiramente estarrecedor. A primeira providência que vou tomar é enviar ao MPF, MPE, para que eles examinem as questões que lá estão. Estão relatados ali ilícitos penais, como apropriação indébita, além de outras atitudes que indicam a possibilidade de gestão temerária ou fraudulenta. Não vamos nos conformar em simplesmente ver isso divulgado e providência nenhuma ser tomada. Vamos às últimas consequências - disse.

    - Apropriação indébita é um ilícito penal. A pessoa que pratica isso responde, inclusive, com seu patrimônio sobre essa lesão tanto ao fisco federal como ao fisco estadual. Ninguém pode reter dos outros parte de seu salário e não cumprir a obrigação de fazer o recolhimento devido para o qual foi feita esta retenção. E o enorme número de cheques ao portador ou pagamentos em dinheiro sem recibos, sem datas, que foram denunciados, elencados neste relatório. Que dinheiro é esse? Quem pagou? Pagou para quem? Com que objetivo? Para realizar que tipo de serviço? Esses serviços foram realizados? Tudo isso precisa ser respondido - completou.

    O presidente ainda comentou os itens do documento que ele considera como apropriação indébita e voltou a prometer que vai ‘às últimas consequências’ neste caso.

    - A retenção de INSS, por exemplo. Clube tem a obrigação de fazer essa retenção para, posteriormente, promover o recolhimento. Isso não foi feito. Para onde foi o dinheiro? Além de estarrecido, estou indignado. Agora não sou homem de ficar apenas da indignação. Vou levar essa questão às últimas consequências.

    O dirigente vai conceder entrevista coletiva na próxima terça-feira para falar sobre a auditoria realizada no clube e revelar detalhes sobre o relatório apresentado.`

    ResponderExcluir

O Aposte na Zebra agradece a sua participação!