Ir ao Topo

terça-feira, 25 de março de 2014

9 comentários:

  1. O Criciúma ganhando ou empatando estará na final. O Figueirense tem que ganhar se quiser disputar a final. O Criciúma vai sem desfalques enquanto o Figueirense vai a jogo com 5 desfalques, incluindo 3 zagueiros titulares. No entanto, o time da Capital joga melhor no aperto. Não creio em um empate, então, duplo aberto 1 2 deve garantir o ponto. Eu, particularmente vou jogar seco 2. Mas qualquer resultado nesse jogo não poderá ser considerado surpresa e muito menos zebra.
    Eu não acredito que o Criciúma deva jogar com o regulamento em baixo do braço e que será um jogo aberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lessa, o Criciúma precisa da vitória. Empate favorece o Figueira.

      Excluir
    2. Que isso amigão,
      Estamos aqui para "dar uma assistência" um ao outro

      Excluir
  2. Atacante do Figueirense joga pressão para o lado do Criciúma na decisão:
    Ricardo Bueno deve estar de volta ao time alvinegro neste domingo, no Heriberto Hülse

    Atacante do Figueirense joga pressão para o lado do Criciúma na decisão
    Ricardo Bueno é peça fundamental da equipe do técnico Vinicius Eutrópio.

    O atacante Ricardo Bueno é uma das boas novas para o técnico Vinicius Eutrópio escalar a equipe que enfrenta o Criciúma neste domingo, no jogo que decide o segundo finalista do Campeonato Catarinense 2014. Na reapresentação dos jogadores nesta terça-feira, no CFT do Cambirela, o jogador falou sobre o jogo decisivo e tratou de jogar a responsabilidade para o adversário.

    Apesar do Figueirense ainda não ter vencido uma partida fora de casa na competição e da única derrota fora dos seus domínios ter sido justamente para o Criciúma na fase classificatória, Ricardo entende que a pressão maior será enfrentada pela equipe do Sul do Estado, que precisa da vitória.

    — Nos jogos fora de casa fizemos boas partidas, mãs não conseguimos ganhar. Como o jogo é decisivo, eu acredito que para eles será muito mais dificil e a pressão maior ainda, ainda mais por se tratar de um clássico. Nós teremos que dar o máximo, ter muita concentração, porque serão três partidas e daqui para a frente só nos interessa o título.

    Para o atacante, o Figueirense não pode entrar em campo pensando apenas no empate, resultado que classifica a equipe da Capital para a final:

    — Nós temos que jogar como jogamos o campeonato inteiro, tanto dentro como fora de casa. Temos que ter o entendimento que o empate nos favorece, mas se entrarmos apenas com esse pensamento, historicamente isso não ajuda as equipes que têm essa vantagem. Temos que entrar para vencer, mas óbvio, sabendo que o empate nos classifica — declarou o jogador que estava suspenso na última rodada e deve retornar ao ataque alvinegro, em lugar de Lúcio Maranhão, para formar a dupla de ataque com Everton Santos.

    ResponderExcluir
  3. SOBRE O FIGUEIRENSE:
    Na vice-liderança, e com um ambiente otimista e muito confiante, segundo Bueno, o elenco alvinegro tem como retrospecto negativo o fato de não ter vencido fora de casa no Campeonato Catarinense. Para mexer nos números da estatística, o camisa 9 joga a pressão para o adversário, que atua diante da torcida, no Heriberto Hulse, e precisa da vitória.

    ResponderExcluir
  4. Criciúma - Retrospecto caseiro sem nenhuma derrota anima Criciúma para domingo.

    Só um resultado interessa ao Criciúma no domingo, diante do Figueirense, para assegurar sua classificação à decisão: é a vitória. E o retrospecto caseiro da equipe de Caio Junior é animador. Até o momento, foram cinco triunfos, dois empates e nenhuma derrota.
    Aliás, dos resultados positivos, o Criciúma já superou o próprio Figueirense no estádio Heriberto Hülse. No dia 29 de janeiro, ainda pela fase de classificação, a equipe ainda comandada por Ricardo Drubscky ganhou por 1 a 0, com gol do veterano Paulo Baier.

    o técnico Caio Junior ainda tem algumas dúvidas para definir o time. Além de Paulo Baier, que sentiu dores no tornozelo, Lulinha e João Vitor são dúvidas para compromisso decisivo do próximo domingo. No entanto, a comissão técnico espera contar com o veterano meia.
    O Criciúma pode entrar em campo com a seguinte formação: Galatto; Ezequiel, Ronaldo Alves, Escudero e Rômulo; Serginho, Ricardinho, Everton e Paulo Baier; Lucca e Bruno Lopes.

    ResponderExcluir
  5. Figueirense - Assunção e M. Pedroso treinam, mas Eutrópio espera domingo para definir. Volante e lateral-esquerdo trabalham com elenco nesta sexta-feira, mas técnico ainda aguarda ‘resposta’ dos jogadores para confirmar time. Vitor Júnior pode ser surpresa.

    Os dois titulares estavam no departamento médico durante toda a semana - o lateral chegou a fazer um trabalho separado com o fisiologista na última quinta, mas sem bola. Mas a primeira resposta de ambos foi boa. O que se aguarda agora é a resposta final dos atletas. Daí sim o técnico Vinícius Eutrópio poderá definir o time titular, nem que seja preciso esperar até a hora da partida no Heriberto Hülse, às 16h.

    Caso Assunção e Pedroso estejam liberados, o Figueira vai apenas com duas mudanças, muito menos do que se especulava. Sem os suspensos Leandro Silva (lateral-direito) e Thiago Heleno (zagueiro), Luan e Marquinhos entram no onze inicial, que pode ter: Tiago Volpi, Luan, Nirley, Marquinhos e Marquinhos Pedroso; Dener, Marcos Assunção e Giovanni Augusto; Dudu, Everton Santos e Ricardo Bueno. Até outro jogador até então descartado pode estar à disposição.
    - Podemos ganhar o Vitor Júnior, que vai ser uma boa surpresa para mim. Temos bons retornos para mim. O Nirley e o Dudu treinaram normalmente e estão liberados.

    ResponderExcluir

O Aposte na Zebra agradece a sua participação: