Ir ao Topo

terça-feira, 22 de abril de 2014

5 comentários:

  1. Vila Nova-GO mais ofensivo. Essa é a expectativa do volante Gilmak para o compromisso diante do Náutico, no próximo sábado, na Arena Pernambuco. Na estreia, no empate sem gols diante do Luverdense, o time goiano pouco produziu em seu ataque.
    Não fez gol na primeira rodada, mas também não sofreu. E o sistema defensivo foi aprovado no duelo.
    O Vila Nova/GO começa, lentamente, a se recuperar da queda no Campeonato Goiano. A equipe passou por um período de quase um mês sem jogos oficiais e remontou seu plante
    _____________________________________

    Náutico e Sport decidem nesta quarta-feira o título do Campeonato Pernambucano. A segunda partida da decisão está marcada para as 22h (de Brasília), na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, e a vantagem é do rubro-negro. Na primeira partida da decisão, no último dia 16, o Sport venceu o adversário por 2 a 0 e, em caso de empate, leva o título do estadual pela 40ª vez na história. Caso o Náutico vença, por qualquer placar, a decisão será nos pênaltis, uma vez que o regulamento não coloca o saldo de gols como critério de desempate

    __________________________________

    Nautico x Vila Nova

    O Nautico chegou a decisão do Campeonato Pernambucano, o Vila foi rebaixado no Goiano. E acho que esta melhor para o time da casa. Aposto na Col.1

    ResponderExcluir
  2. SOBRE O NAUTICO:
    Completamente abatido. Foi desta maneira que o técnico Lisca chegou na sala de entrevistas após a final do Campeonato Pernambucano perdida para o Sport. O semblante - não poderia ser diferente - era de tristeza e as respostas eram curtas, diferente do que acontece normalmente. O treinador lamentou o fato de ter criado chances, quando lembrou a bola na trave no chute do lateral-direito Jackson ainda no primeiro tempo, mas não conseguir ser efetivo.
    - Criamos oportunidades, mas existe o ditado de "quem não faz, leva". Foi o que aconteceu conosco. Jogamos de igual para igual com o Sport, mas infelizmente, não tivemos a oportunidade de fazer o gol, sair na frente e administrar a partida.
    Além disso, Lisca lamentou outro fator para a derrota: o do time ter sentido o cansaço.
    - O time se mostrou cansado também. Tentei mudar, substituí, mas logo no primeiro lance, Marcos Vinícius machucou o tornozelo. Mas, mesmo assim, construímos as chances também no segundo tempo. O Sport conseguiu administrar a posse de bola e fez por onde merecer.
    O treinador estava tão abatido com a derrota que não se alongou quando começou a analisar a partida. Disse que não estava em condições de fazer detalhadamente e afirmou que só uma conversa com o grupo pode resolver, por ora.
    - Estamos muito tristes. É duro ver como está lá no vestiário. Todos se empenharam bastante e, infelizmente, não deu. É ruim fazer análise fria hoje. Só internamente que vamos sentar e conversar. Depois que perdemos um título, é difícil demais (analisar o jogo). Temos que esfriar a cabeça.

    ResponderExcluir
  3. SOBRE O VILA NOVA:
    ...A única ressalva de Gabriel, assim como também fizeram outros atletas colorados, dentre eles o volante Gilmak, foi em relação ao poderio ofensivo do Vila. O zagueiro reconhece que faltou uma maior contundência da equipe no ataque e diz como a zaga pode tentar ajudar o Tigre a melhorar no setor de frente.

    - Tomando bolas, não dando chutão e procurar sair jogando quando estiver apertado. O time não pode se desfazer da bola. Tem que querer jogar, dar opção e não se esconder do jogo. Aí as coisas vão surgindo naturalmente. Os espaços aparecem. É ficar atento atrás e tentar ajudar.

    Sidney Moraes tem a semana livre para corrigir o que ainda não está bom e preparar o Vila de olho na primeira vitória na Série B. O próximo desafio do Tigre é no sábado, contra o Náutico, às 16h20, na Arena Pernambuco, em Recife. O comandante não descarta fazer mudanças na escalação.
    O jovem meia Lucas Sotero, de 22 anos, é o novo reforço do Vila Nova para a Série B do Campeonato Brasileiro. Curiosamente, o último clube do jogador foi o Villa Nova-MG. Revelado pelo Atlético-PR, Lucas Sotero teve rápida experiência no futebol da Bielorrússia, onde defendeu o Dínamo Minsk antes mesmo de completar 20 anos. Depois ainda atuou em clubes como Figueirense, Santa Cruz-RS e Santa Rita.
    O meia chega para um setor carente para o técnico Sidney Moraes, que ainda promoverá a estreia de Almir, recém-contratado. Outra opção para a meia é Nenê Bonilha, que entrou no segundo tempo do jogo contra o Luverdense, na última sexta-feira. Com a chegada de Sotero, a diretoria colorada agora deve intensificar a busca por atacantes de velocidade.

    ResponderExcluir
  4. NÁUTICO - Houve processo de reformulação total. Do elenco que disputou a Série A de 2013, só restaram três jogadores: o goleiro Gideão, o zagueiro William Alves e o volante Elicarlos. Destes, só o último é o titular - e capitão. Foram feitas 24 contratações. Dentre elas, o técnico Lisca, vice-campeão da Série D no ano passado com o Juventude-RS. Na montagem, o zagueiro Léo Kanu e o lateral Gerley deixaram o clube antes do fim do Pernambucano. Como o estadual termina logo depois do começo da Série B, o clube ainda não anunciou contratações.
    Momento: o Náutico chega embalado após início de ano ruim. O time foi desclassificado ainda na primeira fase da Copa do Nordeste. Porém, conseguiu dar a volta por cima. Na Copa do Brasil, passou à segunda fase após vencer o Sergipe nos pênaltis. Também foi dessa maneira - na marca da cal - que o Timbu foi à final do Pernambucano após quatro anos, batendo o Salgueiro.
    Fique de olho: O volante Elicarlos é o principal jogador da equipe. Capitão do time, o jogador de 28 anos disputará sua terceira Série B (já jogou a de 2006 e de 2011). Nas duas vezes que esteve na competição, conseguiu o acesso. As duas com o Náutico.
    Onde joga: a Arena Pernambuco, um dos palcos da Copa do Mundo de 2014, é a casa do Náutico desde o mês de maio de 2013. O estádio tem capacidade para 46.154 pessoas.

    ResponderExcluir
  5. VILA NOVA/GO - O Tigrão volta à Série B após duas temporadas na terceira divisão, mas nem por isso vive bom momento. O clube foi rebaixado no Campeonato Goiano, dispensou 14 jogadores e contratou outros 14 para o Brasileirão. Mais três atletas devem chegar até o dia da estreia.
    Momento: chega sob desconfiança e teme nova queda no Brasileiro. O rebaixamento no estadual provocou mudanças e ainda é difícil dizer qual será o destino do Vila na Série B.
    Fique de olho: o atacante Rafael Oliveira escapou da lista de dispensas e tem sido destaque nos treinos. É a esperança de gols do Tigre.
    Onde joga: no estádio Serra Dourada, com capacidade para 40 mil lugares e um campo que foge dos ‘padrões Fifa’: 110m x 75m.

    ResponderExcluir

O Aposte na Zebra agradece a sua participação!