Ir ao Topo

terça-feira, 1 de abril de 2014

3 comentários:

  1. PAYSANDU:
    A tarde no Paysandu foi movimentada. Os atletas relacionados para o jogo desta quarta-feira, dia 2, contra o MAC, participaram de um trabalho técnico comandando pelo técnico Mazola Junior. Em seguida, a delegação seguiu para o Aeroporto Internacional de Belém para o embarque até São Luís, onde o time estreia na Copa do Brasil.
    Augusto Recife, que deve ser confirmado entre os titulares, afirmou que os bicolores vão buscar a classificação antecipada. O volante também comentou sobre o caso "Héverton", que anunciou a aposentadoria na última segunda-feira.

    ResponderExcluir
  2. INDEPENDENTE:
    O treino do Independente programado para a tarde desta terça-feira, dia 1º, em Belém, acabou cancelado por conta da chuva forte que caiu na capital. O técnico Lecheva, então, preferiu manter os jogadores em regime de concentração e só deve anunciar os titulares minutos antes do confronto contra o Remo, que pode garantir a classificação às semifinais.
    Na última movimentação, ainda em Tucuruí, o treinador realizou um trabalho técnico no Estádio Navegantão. Dois jogadores ainda não foram confirmados, pois estão sendo avaliados pelo departamento médico do clube: o lateral Léo Rosa e o zagueiro Zequias.
    – Eles não estiveram no último jogo, tanto o Léo Rosa, quanto o Zequias. O Léo sentiu o adutor e o Zequias reclamou de uma contratura na coxa. Eles vão fazer testes ainda antes do jogo e somente depois disso vamos saber se eles têm condições de jogar. Além disso, tenho a volta do Kariri e do Cristovam. Eles estavam suspensos e estão à disposição – adiantou Lecheva.
    Caso opte pelo retorno da dupla que ficou de fora, Fernando e Douglas, que foram titulares no último jogo, voltam ao banco de reservas.
    – Não sei ainda. Os dois foram bem, apesar da derrota (para o Santa Cruz, pelo placar de 3 a 2). Antes do jogo, eu vou definir isso, mas esperamos fazer um grande jogo para ficarmos mais próximos da vaga para a próxima fase do Campeonato Paraense – disse.

    ResponderExcluir
  3. GAVIÃO:
    Um dos poucos índios do time (são quatro no total), Aru Sompré é a personificação do guerreiro da tribo. Autor do primeiro gol da equipe no campeonato, ele superou os traumas e as dificuldades sociais e econômicas por ter nascido em uma aldeia e se tornou um ídolo. E ele ainda sonha mais. Após inúmeras vitórias, alimenta um desejo compatível com a ambição do Gavião Kyikatejê: ver um representante de seu povo na Seleção Brasileira.
    Intruso no meio dessa história, o goleiro Douglas Magalhães é um dos responsáveis pelo intercâmbio com jogadores profissionais. Ele, que já atuou na China, se espanta com a rotina de seus vizinhos. Para reforçar a equipe, o atleta teve de passar por uma entrevista feita pelo próprio cacique Gavião.

    ResponderExcluir

O Aposte na Zebra agradece a sua participação: